Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China: Novo túnel de vento vai ajudar a desenvolver caça de geração próxima até 2035

O novo túnel de vento da China, chamado FL-62, realizou sua primeira operação no dia 26 de maio, em um teste para uma nova aeronave não revelada, que provavelmente será um caça a jato da sexta geração mais avançado que o J-20 e o J-31.
Poder Aéreo


Referindo-se às novas aeronaves, o designer-chefe do jato J-20, Yang Wei, havia dito em um programa televisivo da CCTV que a China projetaria “uma aeronave muito diferente no futuro através da verdadeira inovação”.

O campo de fluxo gerado pelo túnel de vento foi estável e os dados de teste da aeronave foram coletados pela primeira vez, anunciou o Aerodynamics Research Institute, da estatal Aviation Industry Corporation of China (AVIC), em comunicado divulgado nesta terça-feira pelo Global Times.

A China iniciou o trabalho em um caça de última geração a ser apresentado até 2035 ou mais cedo, segundo Wang Haifeng, arquiteto-chefe do Instituto de Pesquisa e Design de Aviões de Chengdu da AVIC em 2019, que também participou do desenvolvimento dos av…

Alemanha investiga Airbus por espionagem militar

Autoridades alemãs estão investigando como funcionários da Airbus tiveram acesso a documentos militares confidenciais, o mais recente de uma série de escândalos a atingir a gigante aeroespacial.


Sputnik

Os promotores de Munique "estão investigando 17 suspeitos nomeados e outros até agora desconhecidos por revelar ou incitar a revelar segredos comerciais e empresariais", disseram os investigadores à AFP.

Chanceler Angela Merkel visita tropas alemãs no Afeganistão
Chanceler alemão Angela Merkel © AP Photo / Pool/ Michael Kappeler

A Airbus disse em comunicado na quarta-feira que havia se reportado às autoridades.

"Alguns de nossos funcionários tinham documentos que não deveriam ter", disse uma fonte da Airbus.

Os documentos confidenciais são de dois projetos de planejamento de compras militares.

Em cooperação com os promotores, o Ministério da Defesa está "esclarecendo que tipo de documentos estão envolvidos", disse o porta-voz e tenente-coronel Lars Ebinger.

Os funcionários da Airbus em questão estavam na Program Line Communications, Intelligence and Security (CIS), com sede em Munique, que lida com segurança cibernética e atividades relacionadas.

Em seu comunicado, a empresa afirmou ter "declarado às autoridades alemãs possíveis irregularidades de vários funcionários em relação a determinados documentos de clientes ligados a dois futuros projetos de compras alemãs" tratados pela CIS.

Aviao ATR 42-500 - ITALERI

Aviao ATR 42-500 - ITALERI

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS