Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Os chocantes relatos dos Sonderkommandos, judeus forçados a trabalhar nas câmaras de gás do Holocausto

Aviso - Esta história contém imagens e relatos que podem ser considerados chocantes.
Swaminathan Natarajan | BBC

"Eu trabalhei no crematório. Levava pessoas (cadáveres) das câmaras de gás para os fornos", diz Dario Gabbai.


O ex-prisioneiro do campo de concentração de Auschwitz descreve a tarefa de remover os cadáveres das vítimas judias das câmaras e incinerá-los.

Gabbai, agora com 98 anos, é uma das últimas testemunhas oculares da Solução Final — o plano nazista de eliminar judeus da Europa que culminou no assassinato de seis milhões de judeus.

No 75º aniversário da libertação de Auschwitz-Birkenau, esta é a história dos Sonderkommandos, prisioneiros judeus forçados a ajudar os nazistas no Holocausto.
Mortes em massa

Para acelerar os assassinatos, os nazistas montaram campos de extermínio como Auschwitz-Birkenau e criaram uma unidade especial chamada Sonderkommando.

Consistia em prisioneiros judeus deportados para Auschwitz de 16 países diferentes, cujo trabalho alimentava a máquin…

Rússia afirma que não permitirá que Turquia e Síria entrem em confronto

Ninguém está interessado em um confronto entre Ancara e Damasco "no terreno", a Rússia não o permitirá, afirmou o representante especial do presidente russo para a Síria, Aleksandr Lavrentiev.


Sputnik

"Penso que, em primeiro lugar, nem sequer se trata de ninguém estar interessado no confronto, mas que ele é simplesmente inaceitável. Por isso é claro que nós não o permitiremos", disse Lavrentiev aos repórteres.


Bandeiras da Rússia e da Síria em veículos militares perto da cidade de Manbij
© REUTERS / Omar Sanadiki

Em 9 de outubro, o presidente turco Tayyip Erdogan anunciou o lançamento da Operação Fonte de Paz no norte da Síria contra o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) proibido na Turquia e o grupo terrorista Daesh (organização terrorista proibida na Rússia).

No mesmo dia, a Força Aérea turca atacou a cidade de Ras al-Ain e várias outras cidades sírias na fronteira entre os dois países. Mais tarde, foi anunciada a fase terrestre da operação.

Teias da guerra

Em 1º de outubro, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, anunciou a criação de sua própria zona segura no norte da Síria.

Em 5 de outubro, Ancara lançou a operação Fonte de Paz como tentativa de eliminar a "ameaça terrorista" – as milícias curdas e o grupo Daesh, e promover um retorno faseado de cerca de 3 milhões de refugiados previamente acolhidos pela Turquia.

No dia 7 de outubro, em meio à ofensiva turca, os EUA ordenaram que os soldados americanos restantes saíssem da Síria.

Após fechar um acordo com os curdos em 13 de outubro, Damasco enviou tropas para a fronteira com a Turquia. Yasin Aktay, conselheiro do presidente turco, afirmou que o Exército turco irá retaliar caso haja ataques às suas unidades na fronteira entre os dois países.


A Rússia. Desafios Presentes e Futuros - Coleção Relações Internacionais

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS