Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

A história e o mito dos índios cavaleiros do Pantanal, 'decisivos' na Guerra do Paraguai

Uma lenda do povo indígena Kadiwéu conta que, no fim do século 19, foi o imperador Dom Pedro 2º quem lhes deu a terra onde vivem ainda hoje, na fronteira do Mato Grosso do Sul com o Paraguai.
Caio de Freitas Paes | BBC News Brasil

A concessão de uma gigantesca reserva seria uma recompensa pelo apoio dos antigos Mbayá-Guaikurus, seus antepassados, durante a sanguinária Guerra do Paraguai. Conhecidos como "índios cavaleiros", eles quase desapareceram por conta da guerra — os Kadiwéus foram aqueles que sobreviveram.


A história por trás do mito revela muito sobre esse povo, em especial o uso simbólico que ele faz de suas próprias origens.

A primeira medição da reserva realmente data da virada para o século 20. Oficialmente, porém, ela só foi demarcada, homologada e registrada em 1984 — nela vivem por volta de 1,7 mil indígenas da etnia, junto a Chamacocos, Kinikinaus e Terenas.

A Terra Indígena Kadiwéu, que atualmente é uma das mais afetadas pela onda de incêndios no Pantanal, é imen…

Turquia vs. EUA: quem ganhará nas negociações sobre os curdos?

Enquanto a Turquia anunciou uma interrupção de 120 horas na sua operação Fonte de Paz, o cientista político Oytun Orhan comentou o processo de negociação entre os EUA e a Turquia em entrevista à Sputnik Mundo.


Sputnik

Após encontro entre o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, e o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, Ancara anunciou um intervalo em suas ações militares em solo sírio.

Militares turcos na fronteira turco-siria, 27 de abril de 2017 (foto de arquivo)
© REUTERS / Kadir Celikcan

De acordo com o chanceler turco, Mevlut Cavusoglu, a pausa difere de um cessar-fogo.

"Isto não é um cessar-fogo", publicou a fala de Cavusoglu o China Daily.

Explicando a diferença de termos, Cavusoglu ressaltou que um cessar-fogo só pode ser negociado entre duas partes legítimas. Além disso, ele reafirmou o compromisso da Turquia em afastar forças curdas de uma zona de 32 km de profundidade no território da Síria a partir da fronteira com a Turquia.

Comentando as negociações entre os EUA e a Turquia sobre a situação na Síria, Oytun Orhan, cientista político do Centro de Investigações Estratégicas do Oriente Médio (ORSAM), em Ancara, disse em entrevista à Sputnik Mundo que a falta de compromisso de Washington em tornar a fronteira entre a Turquia e Síria mais segura resultou na operação turca.

"As tentativas de Washington em atrasar a criação de uma zona de segurança fizeram com que a Turquia se atrevesse a realizar um passo decisivo, lançando a operação Fonte de Paz", afirmou Orhan.

Ainda de acordo com o especialista, a entrega das armas pesadas pelas forças curdas e a retirada da região fronteiriça, algo pedido por Ancara nas negociações, poderia incentivar a Turquia a manter suas tropas na região na fase seguinte.

Quem ganha nas negociações?

Para o cientista político, esse cenário mostraria a derrota dos EUA no campo estratégico sírio, assim como de seus aliados, os curdos. Por outro lado, Rússia, Síria e Turquia sairiam ganhando, já que os EUA decidiram retirar as suas tropas.

Além disso, com esta pausa, fruto das negociações com os EUA, as forças curdas podem recuar, dando plena vantagem à Turquia.

"É claro que neste caso Ancara alcança seus objetivos sem usar métodos militares e escapando do risco de ser afetada pelas sanções norte-americanas", afirmou o especialista.

Desta forma, a operação turca, muito criticada por outros atores no conflito sírio, resultaria em vantagens para a Turquia, tanto com a retirada dos americanos do norte da Síria como com a interrupção da operação, que poderá resultar em um enfraquecimento dos curdos.

Mesmo assim ainda ficam perguntas sem resposta como:
  • Poderão os EUA persuadir os curdos a se retirarem da zona de segurança?
  • A zona de segurança da Turquia será alargada ou ficará restrita às cidades de Ras al-Ain e Tel Abyad?
  • Os americanos terão êxito em convencer os curdos de se livrarem de suas armas pesadas?
As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

Shake de Emagrecimento de Chia Sabor Baunilha 400g - Clinicmais

Shake de Emagrecimento de Chia Sabor Baunilha 400g - Clinicmais

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS