Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No Dia da Amazônia Azul, Marinha troca celebrações por combate ao óleo no litoral

Comemoração, realizada todos os anos no dia 16 de novembro, deu lugar à busca e contenção da substância que chegou a dez estados brasileiros.
Por Pedro Alves e Beatriz Castro | G1 PE e TV Globo

Em 2019, o Dia Nacional da Amazônia Azul é celebrado neste domingo (16). Anualmente, desde 2015, a Marinha do Brasil realiza uma comemoração para lembrar da importância do mar brasileiro. Neste ano, porém, diante do desastre ambiental causado pelas manchas de óleo no litoral, os esforços são concentrados no combate à substância, em uma ação chamada "Operação Amazônia Azul, Mar limpo é Vida!".

A Amazônia Azul é uma zona econômica marítima exclusiva do Brasil. O país tem o direito de explorar cerca de 5,7 milhões de quilômetros quadrados de oceano, o que equivale a, aproximadamente, metade da massa continental brasileira.

Essa área passou a ser chamada de Amazônia Azul justamente para indicar à sociedade a importância dessa faixa do oceano, já que é dela que saem cerca de 85% do petróleo, 7…

EUA criarão 2 bases militares para 'proteger' reservas de petróleo da Síria, reporta mídia

Soldados americanos construirão duas bases militares na província síria de Deir ez-Zor, rica em petróleo, no nordeste da Síria, para controlar os campos de petróleo, informou mídia.


Sputnik

De acordo com a agência Anadolu, o Exército dos EUA está se preparando para posicionar duas bases na região de al-Sur.


Poço de petróleo no campo Rmeilane, província de Hasakeh, Síria, julho de 2015 (foto de arquivo)
Poço de petróleo no campo Rmeilane, província de Hasakeh, Síria, julho de 2015 (foto de arquivo) © AFP 2019 / YOUSSEF KARWASHAN

A publicação especifica que os EUA destacaram 250-300 soldados adicionais, bem como veículos blindados, armas pesadas e munições para a área para realizar a construção das bases.

Anteriormente, o presidente norte-americano Donald Trump anunciou planos para convidar grandes empresas americanas a explorar os depósitos petrolíferos no país árabe.

Área estratégica

Em 1º de novembro, o Exército dos EUA retomou o patrulhamento dos campos de petróleo no nordeste da Síria após a operação militar turca Fonte de Paz ter sido suspensa.

No dia 28 de outubro, o secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper, anunciou que as tropas americanas permaneceriam instaladas "nesta área estratégica" para proteger os campos petrolíferos, principalmente contra o Daesh [grupo proibido na Rússia e em vários outros países]. A Rússia criticou a declaração de Washington, considerando que "capturar e manter o controle militar sobre os campos de petróleo no leste da Síria é simplesmente banditismo estatal internacional".

O enviado especial do presidente russo à Síria, Aleksandr Lavrentiev, indicou que os campos de petróleo no nordeste da Síria deveriam ser controlados apenas pelo governo sírio.

Além disso, o porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, Igor Konashenkov, destacou que os Estados Unidos recebem mais de 30 milhões de dólares por mês da produção de petróleo na Síria.

A Síria vive um conflito em que as forças governamentais enfrentam grupos armados da oposição e organizações terroristas desde março de 2011.


Comentários